​Ao lado do pastor Franklin, Jadilson continua negando pagamento aos professores

Amaury deixou. Jadilson trancou!

É isso que está acontecendo com a verba da repatriação que o ex-prefeito Amaury deixou em conta para pagamento de abono salarial aos professores da rede pública de ensino, de Mirinzal. Em uma reunião ocorrida entre o prefeito Jadilson e o sindicato dos professores, neste sábado (07), o chefe maior do município continua relutando em pagar o abono aos professores.

img-20170107-wa0066.jpg

Segundo informações recebidas pelo blog, a justificativa dada à classe, orientada pela assessoria jurídica de Jadilson, é que não haja o pagamento, pois, a verba não é do FUNDEB, e sim da repatriação. Tentou-se um acordo, para que uma pequena porcentagem da totalidade da verba fosse destinada aos professores e o restante ficasse ao executivo municipal, sem sucesso.

Na reunião estiveram presentes o prefeito Jadilson, o pastor Franklin, da igreja Batista, que segundo informações é um dos incentivadores para o não pagamento do abono, e os professores da rede pública de ensino, de Mirinzal. Tentamos contato com o presidente do Sindicado para saber o posicionamento da entidade, mas o mesmo não retornou nossas mensagens.

Opinião:

Durante a campanha para as eleições 2016 em Mirinzal, uma música que era resposta ao adjetivo ‘liso’, criado pelo grupo naquela época de oposição se referindo ao seu candidato, dizia:

“Ele é o liso, ele está liso agora, é gato escondido com as unhas de fora!”

É, parece que a primeira oportunidade que o candidato ‘liso’ teve de pegar em uma “grana” (a da repatriação que seria para pagar abono aos professores), ele já “mostrou as unhas fora” e se reluta a pagar os profissionais.

Isso, em apenas 7 dias de mandato! O que mais vem por aí? Vejamos…

Robert Willian Valporto

Robert Willian Valporto é graduado em Comunicação Social - Jornalismo; em Gestão Pública; pós-graduado em Assessoria e Gestão da Comunicação; MBA em Gestão Pública; Mestrando em Comunicação.

One thought on “​Ao lado do pastor Franklin, Jadilson continua negando pagamento aos professores

  • janeiro 7, 2017 em 3:00 pm
    Permalink

    Bonito hein, q bonito hein

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *