Com suspensão das aulas devido a pandemia ensino público no Maranhão é prejudicado

Com a pandemia e o isolamento social o ensino público do Maranhão foi prejudicado pois às aulas não podem ser realizadas presencialmente. Cerca de 24% das instituições de ensino estaduais não ofereceram aulas em EAD (ensino à distância), e mesmo as instituições que aderiram a educação a distância muitos alunos não estão presentes nas aulas pois não tem recursos suficientes.

Pais, estudantes e professores apontam um “apagão” do ensino público na pandemia, em 7 estados e no DF, atividade remota não vai contar como ano letivo ou seja 2020 é um ano perdido.

Segundo a Secretaria de Educação (Seduc), 76% das instituições de ensino estão trabalhando com atividades não presenciais (considerando apenas as instituições que ofertam ensino regular). Destes 76%, cerca de 79% dos estudantes estariam participando das atividades.

Neste sentido, o governo estima que 190 mil estudantes estejam participando das atividades não presenciais, apesar do último dado do Censo Escolar (2017) indicar 356 mil alunos na rede pública estadual no Maranhão.

Fonte: G1-MA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *