Pré-candidato a prefeito Wellington do Curso pode representar direita em eleições de 2020

Em entrevista à rádio Nova FM 93.1 na última segunda-feira (20), o deputado estadual Wellington do Curso (PSDB), declarou que “nós temos uma aproximação com a direita, uma aproximação com os conservadores”. A fala do pré-candidato a prefeito de São Luís sugere que o tucano pode ser aquele que carregue o discurso de Bolsonaro na disputa eleitoral na capital maranhense.

Wellington do curso foi questionado se ele será candidato de Bolsonaro, mas disse que não pode afirmar isso. Ele só pede para que seja apoiado, uma vez que ele é ex-militar e também é do grupo de Roberto Rocha, que está alinhado com o presidente da República.

Em eleitorado ludovicense, 39% aprova a gestão do presidente Bolsonaro, diz pesquisa do Instituto Prever. Se essa porcentagem se transformar em votos, Wellington provavelmente estaria no segundo turno, hoje ele aparece oscilando numa faixa entre 8% e 10% que lhe coloca empatado com Duarte Júnior (Republicanos). 

Nenhum pré-candidato a prefeito até agora declarou receber apoio de Bolsonaro, pelo contrário muitos são adversos ao presidente, caso de Duarte Júnior, Rubens Pereira Júnior (PcdoB), Bira do Pindaré (PSB), Franklin Douglas (PSOL) e Saulo Arcangeli (PSTU). 

Mesmo com o desejo de representar a direita e os conservadores, Wellington deve lembrar o exemplo de 2018, que Maura Jorge que era a candidata de Bolsonaro, obteve apenas 7% e o PSL-PRTB, partidos da base não elegeram deputados federais e apenas um estadual: Pará Figueiredo.

Fonte: Diego Emir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *