Greve dos rodoviários segue no seu 11° dia em São Luís e permanece sem acordo

Neste domingo (31) a greve dos rodoviários segue no seu 11° dia na capital, sem nenhum acordo firmado entre os empresários e a categoria, e tendo a troca de gestores na pasta da Secretária de Trânsito e Transporte (SMTT), anunciada nesse sábado (30) pelo o atual prefeito da capital, Eduardo Braide, como um dos reflexos da paralisação.

A categoria pede reajuste de 13% nos salários, jornada de trabalho de seis horas, tíquete de alimentação no valor de R$ 800, manutenção do plano auxílio-creche, para trabalhadores com filhos pequenos. Por meio da nota, divulgada na sexta-feira (29), o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema) informou que não recebeu nenhuma proposta que possa atender as reivindicações dos trabalhadores.

A nota do Sttrema ressalta que a “entidade permanece disponível para o diálogo com o sindicato patronal, SET e poder público, no intuito de que seja encontrada uma solução para este empasse”.

Sobre o assunto, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) disse que a SMTT informa que, diferente do que foi divulgado pelo o Sindicato das Empresas de Transporte (SET), “ a proposta do auxílio emergencial para o sistema de transporte público foi discutida e tratada de forma conjunta com o próprio SET, em diversas reuniões, com o objetivo de possibilitar o entendimento entre empresários e rodoviários”.

Contudo, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) disse que a proposta apresentada pela Prefeitura de São Luís no valor de R$ 8.250.000, divididos em três parcelas, que seria suficiente para atender a reivindicação dos rodoviários” e acrescentou “lamenta os transtornos causados a população e apela aos rodoviários o retorno as atividades, ao tempo que também se ressente com atitude de impor reajuste precário, por meio de suposto auxílio emergencial, uma vez configura medida arbitrária, e sem previsão no contrato”.

Fonte: Imirante

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *