Rússia tem novo recorde seguido de morte de covid-19 em 24 horas

A Rússia registrou neste sábado (23) o quinto recorde seguido de mortes diárias por Covid-19. Mais de mil pessoas morreram nas últimas 24 horas. Os centros de tratamento (CTI) de vários hospitais russos estão no limite da capacidade , principalmente na capital moscou. Só um terço da população russa foi vacinada e é uma das taxas mais baixas da Europa.

Para tentar conter a escalada de casos e de mortes pela doença, o presidente Vladimir Putin decretou um megaferiado de uma semana para o ínicio do mês que vem. Desde junho, o país enfrenta uma nova onda da epidemia provocada pelo o surgimento de variantes mais agressivas, o reduzido respeito ao uso de máscara e uma lenta campanha de vacinação.

O balanço oficial de mortes no país desde o ínicio da pandemia registra 229.528 vítimas fatais, o que faz da Rússia a nação mais afetada da Europa. Mas os dados são considerados subnotificados: a agência de estatísticas Rosstat anunciou que o país havia registrado mais de 40.0000 mortes por Covid-19 até o fim de agosto.

Apenas um terço dos russos foram imunizados desde o lançamento primeira vacina nacional, Sputnick V, em dezembro de 2020. Um fracasso que pode ser explicado sobretudo pela o habitual desconfiança da população a respeito das autoridades. O presidente Vladimir Putin, decretou sete dias de recesso, de 30 de outubro a 7 de novembro, em tentativa de frear a propagação do vírus.

Fonte: g1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *