Cidades do Maranhão decretam situação de emergência pelas fortes chuvas

No Maranhão, as fortes chuvas acompanhada de rajadas de ventos que ocorreu na madrugada do último sábado (19),causou estragos. 24 cidades decretaram situação de emergência. As áreas mais afetadas são a baixada Maranhense e a região dos Cocais. Há ainda, desabrigados e comunidades ribeirinhas isoladas.

Como previsto pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), as chuvas foram intensas e elevou o nível dos rios, deixando quase mil pessoas afetadas. Em Pedro do Rosário, 500 habitantes estão desabrigadas devido a alta do Rio Turiaçu. Bacabal, teve ruas alagadas pela enchente do Rio Mearim, já na Baixada Maranhense, as enxurradas assustaram a população, a água invadiu muitas casas na cidade de pinheiro.

Pedreiras, teve o acesso a zona rural interditado devido a cheia do Rio Mearim que também afeta a região. Não tem como chegar as comunidades de carro, moto ou a pé, então o transporte utilizado para alcança essas pessoas é a canoa (barco de pequeno porte, estreito e leve, guiado por remo ou motorizado). A defesa civil está fazendo o monitoramento desses locais com drones e transportando os moradores em botes.

São Luís registrou estrago em vários pontos da cidade. Um deles foi o terminal de integração da Cohama, a estrutura metálica que fazia parte do telhado foi arrancada, comprometendo as plataformas 1 e 2; o local, assim como toda a extensão do terminal foi interditado para reparos. Partes do telhado que foram levados pelos ventos, ficaram presos na fiação elétrica da Avenida Daniel de La Touche. Em vários bairros da capital as casas inundaram.

Os meses de Março e Abril são os que concentram maior volume de chuvas. Até a segunda feira (21), segundo o INMET, são esperados mais de 50mm de chuva, ventos intensos, com previsão de “perigo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.