Conflito entre Rússia e Ucrânia impacta a economia do Brasil

Após quatro meses de crise com o Ocidente, Rússia iniciou os ataques a Ucrânia no dia 24 de fevereiro. Embora os conflitos se centralizem em outro continente, a guerra entre os dois países afeta diretamente a economia brasileira. Os efeitos do conflito podem ser sentidos em pelo menos três canais: combustível, alimentos e cambio. Isso não apenas impactará a inflação como também pode resultar em aumentos adicionais nos juros, comprometendo o crescimento econômico para este ano ao reduzir o espaço para a melhoria dos preços do combustível.

Segundo a pesquisa Sondagem da América Latina, divulgada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), os confrontos na Ucrânia devem agravar as incertezas que sondam a economia global nos últimos meses. No Brasil, os impactos deverão ser ainda mais intensos. Uma das razões é a exposição maior aos fluxos financeiros globais, que o restante da América Latina, com o dólar subindo e a bolsa caindo mais que na média do continente.

Conforme FGV, existem diversos canais pelos quais a crise entre Rússia e Ucrânia pode chegar à economia brasileira. A principal é o preço do petróleo, uma importante matéria-prima para a economia global. Isso acontece porque a Rússia é um dos principais países produtores e exportadores. Com os baixos estoques, o mercado não pode arcar com grandes interrupções no fornecimento, causando uma super valorização. Pela primeira vez em sete anos o preço do petróleo superou os U$ 100; com a cotação do barril em alta, essa valorização acabará influenciando o preço dos combustíveis e gás de cozinha, por causa da política de preços da Petrobras.

Outro setor que apresentara alta nos preços é o de alimentos. A Ucrânia e a Rússia, juntas, representam quase um terço das exportações globais de trigo (28%) e um quinto das exportações de milho (18%), tendo assim um papel importante na dinâmica do comercio global. Essa é a época em que os dois países mais exportam milho e também é o momento de desenvolvimento das lavoras de trigo.

A guerra também fará com que se intensifique, ainda mais, a politica monetária contracionista no Brasil. Com isso, a taxa básica da economia brasileira (Taxa Selic) pode ir de 10,75% ao ano para 12,25% no final de 2022. Em momentos como esse, os investimentos de Renda Variável, principalmente as ações, são afetadas. Os investidores correm para ativos mais seguros devido ao aumento de incertezas, o dólar voltou a subir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.