Mesmo com ônibus em situação precária, passagem aumenta e causa revolta

A população de São Luís, que depende do transporte público coletivo, reclama do alto valor da passagem e as péssimas condições dos ônibus. Mesmo após o reajuste de 20 centavos, os coletivos apresentam peças desgastadas, além de excederem o tempo de uso permitido, que é sete anos.

Segundo a Secretaria Municipal de Transito e Transporte (SMTT), o valor das linhas integrais passou de R$ 3,70 para R$ 3,90, enquanto as linhas comuns subiu de R$ 3,20 para R$ 3,40. As linhas da Região Metropolitana de São Luís também sofreram reajuste de R$ 3,90 para R$ 4,10, conforme informado pela Agência de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), do Governo do Maranhão.

Vários dos coletivos possuem mais de 10 anos de uso. Isso tem gerado transtorno aos passageiros, que muitas vezes precisam desembarcar dos ônibus por apresentarem defeitos no meio do trajeto. Outro fator preocupante é a falta de acessibilidade para o público cadeirante: as rampas empenadas e a falta das travas de segurança apresentam riscos às pessoas com deficiência.

Outro fator que tem dificultado a mobilidade das pessoas na capital é a baixa frota de ônibus em circulação. Ainda devido à greve dos rodoviários, apenas 60% da frota está em circulação, provocando superlotação nos transportes coletivos, aumento do tempo de espera e acumulo de pessoas nas paradas e terminais de integração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.