Governo Federal emite alerta de perigo por fortes chuvas no Maranhão

As chuvas intensas previstas para as próximas horas desta sexta (18) no Maranhão preocupam. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento emitiu alerta laranja ,que aponta a previsão de “perigo”, com risco de corte de energia elétrica, quedas de galhos de arvores, alagamentos e de descargas elétricas. O aviso abrange o Leste, Oeste, Norte e Centro maranhense, sendo válido até sábado (19).

Segundo o órgão, nesse período, a previsão do volume de chuva é entre 30 e 60 mm/h, ou de 50 a 100 mm/d além de registros de ventos intensos de 60 e 100 km/h.

O instituto recomenda medidas preventivas que podem contribuir para a proteção antes e durante os fortes chuvas. As pessoas devem se manter abrigadas, observar as alterações das encostas, desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia, não se abrigar embaixo de árvores, pois, há risco de queda e descargas elétricas.

O Ministério de Minas e Energia, por meio do Sistema de Alerta de Eventos Críticos, emitiu um alerta para o nível de rios no Maranhão que transbordaram. Segundo o comunicado, mais rios correm o risco de transbordarem nos próximos dias devido às fortes chuvas. Os moradores da região Sul do Maranhão se preocupam, pois, o Rio Itapecuru já entrou na cota de inundação em Codó, e estado de alerta na cidade de Caxias.

No município de Balsas e região, as chuvas também trouxeram prejuízos para a comunidade. Na zona rural, a colheita dos agricultores precisou ser interrompida devido ao excesso de umidade do solo, que impossibilita as maquinas entrarem nas lavouras. Com a situação das estradas o transporte da safra também está prejudicado.

Fortes chuvas afetam a cidade de Pedro do Rosário Foto: Divulgação)

Em Pedro Rosário, a cheia do Rio Pericumã deixou vários bairros alagados. A Prefeitura já decretou estado de calamidade pública, após as fortes chuvas das últimas semanas. O transbordamento em um trecho da MA-006, que dá acesso ao município, impede o trânsito de moradores.

Especialistas apontam que esse é o período de chuva mais intenso dos últimos 20 anos nessa região do Maranhão. De meados do mês de Outubro até as duas primeiras semanas de Março, choveu mais que o dobro do previsto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.