PF intima Jair Renan a depor por suspeita de tráfico de influência

Jair Renan Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, deve prestar depoimento à Polícia Federal na tarde desta quinta-feira (07), no âmbito de um inquérito que apura a possível realização de crimes como tráfico de influência e lavagem de dinheiro.

A PF apura se Jair Renan atuou junto ao Executivo em benefício da própria empresa. O inquérito foi aberto em março de 2021, a pedido do Ministério Publico Federal para investigar o envolvimento de Jair Renan com um grupo empresarial de mineração, a PF investiga se, em novembro do ano passado, Renan Bolsonaro atuou para que o grupo empresarial Gramazine e grupo WK conseguisse duas reuniões no Ministério do Desenvolvimento Regional para falar sobre um projeto de construção de casas populares.

Renan Bolsonaro e seu parceiro comercial, Allan Lucena, participaram pessoalmente de ambas as reuniões. Em um dos encontros, também estava o ministro Rogério Marinho. Na agenda pública, no entanto, não há menções ao filho do presidente ou aos empresários. O filho do presidente já tinha sido convocado para depor em dezembro do ano passado, porem não compareceu alegando estar com uma virose.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.