Professores rejeitam a proposta da Prefeitura e greve continua em São Luís

Após assembleia realizada nesta quarta-feira (20), na Praça Deodoro, o Sindicato dos Profissionais do Ensino Público de São Luís (Sindeducação) informou que a categoria rejeitou a nova proposta de reajuste da Prefeitura e vai manter a greve dos professores, que se iniciou na última segunda feira (18).

A decisão aconteceu após uma audiência de conciliação no Tribunal de Justiça do Maranhão, onde a Secretaria Municipal de Educação de São Luís (SEMED) apresentou uma proposta de reajuste de 10,06% para os professores que recebem acima do piso salarial. Para os professores que recebem abaixo do piso, a Prefeitura diz que mandou à Câmara Municipal a proposta de reajuste em 33%.

A categoria decidiu rejeitar a proposta e propôs continuar a greve anteriormente iniciada. Essa é a segunda proposta rejeitada pelos professores, antes a Prefeitura de São Luís havia apresentado proposta de 5% que foi rejeitada pelo sindicato.

O Sindeducaçao reivindica reajuste linear de 33,24%- percentual definido pelo Ministério da Educação (MEC) para o reajuste do piso nacional e reajuste de 36,56% para os professores do nível superior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.