Mirinzal: crimes, polêmicas e má gestão em apenas um ano

Um ano. Esse deveria ser tempo suficiente, e foi, para que os prefeitos pudesses mostrar ao que vieram. Pois bem, em Mirinzal não foi diferente. Passados 365 dias de mandato, muita polêmica, muitos crimes e pouca ação produtiva.

Veja a retrospectiva:

Falso Médico

Nos primeiros 10 dias de gestão, a primeira grande crise para a gestão do prefeito Jadilson. Sua equipe chamou para despachar no único hospital da cidade um médico falso, sem CRM válido no Brasil (relembre aqui e aqui). Depois da denúncia do blog Mirinzalense, agora Portal AtéHoje, Jadilson emitiu nota tentando tirar a culpa de si.

Nem falso nem verdadeiro

Inusitado, ou não, no mesmo mês começaram a faltar médicos para o atendimento ao público na cidade de Mirinzal, o que causou revolta aos moradores que fizeram várias denúncias à nossa Equipe sobre o caso.

Caçamba lava lixo dentro de rio

A ação criminosa foi registrada por um cidadão de Mirinzal que por várias vezes informou ao Blog sobre a situação crítica e desrespeitosa. Logo, o mesmo enviou a foto para nossa equipe, e constatamos que o crime ambiental está realmente acontecendo. A caçamba estava sendo lavada no rio, segundo a fonte informou ao nosso site, deixando na água os objecteis e resíduos que as sacolas e baldes de lixo deixam dentro, sem se falar nas bactérias acumuladas.

c4b70d82-42db-42d7-8cfe-6c28500b6a90

Atraso no pagamento dos servidores

O salário dos servidores mirinzalenses, antes pago a cada dia 30 de cada mês, tinha sido prometido pelo prefeito Jadilson e secretário das Finanças e sobrinho do prefeito, Hallyson Coêlho, para o dia 10 de fevereiro. Entretanto, até o dia 14 os servidores ainda aguardam o pagamento. O atraso foi gerando diversas manifestações em setores específicos da administração, como a Saúde, por exemplo. Profissionais, comerciantes e até estudantes “filhos de Mirinzal” que dependem do pagamento do Executivo constantemente se manifestaram em redes sociais mostrando a indignação com o atraso.

Falta de água

Moradores do bairro do Tungo, em Mirinzal, estavam tendo que se reunir e somar esforços físicos e financeiros para comprar uma bomba, com o intuito de que o poço artesiano que fica na comunidade volte a levar água à população. O fato se repetiu por vários bairros e comunidades de Mirinzal, causando grande indignação na população.

Falta de iluminação

Algumas pessoas entraram em contato com o nosso blog para reclamar sobre a situação que está afligindo moradores da cidade inteira, com destaque aos bairros do Alegre, do Tungo e do Santo Antônio, que recebemos o maior número de reclamações. A foto abaixo foi tirada na semana passada na entrada da cidade, próximo ao prédio da escola de ensino médio Euclides Ribeiro, que mostra a total escuridão que se encontra a cidade.

IMG_20170417_201431

Falta de merenda de qualidade nas escolas

A denúncia foi recebida pelo blog por parte de vários pais que estão descontentes, inusitadamente no dia comemorado o Dia da Escola. A merenda de Mirinzal, outrora, era de melhor qualidade, onde os gestores faziam, inclusive, degustação para aprovar, ou não, o que era oferecido à classe estudantil. E quando deram, foi arroz com salsicha, que tem um alto índice cancerígeno. Isso para o público infantil.

ef4f711e-5c61-425c-8dd2-516fe3a8a34d

Nepotismo

Uma informação chegou ao blog, após várias denúncias registradas por nossa equipe, que José Carlos Vieira, o Talão, cunhado do prefeito Jadilson, e Nagylla Coelho, sobrinha, foram exonerados dos seus cargos na Prefeitura de Mirinzal. A portaria de número 51/2017 de 06 março é que definiu a exoneração dos mesmos.

Mentiras desmascaradas

Em uma rede social, o DJ Ronan Castro, uma das personalidades de Mirinzal no campo musical, desmentiu uma propaganda veiculada pela Prefeitura de Mirinzal, sob gestão de Jadilson Coelho, onde insinuavam que já estavam revitalizando o estádio Almeidão. O tema foi então publicado em nosso blog.

e5ad234e-06c1-41fd-af1e-feff5e579d3b

Falta de segurança

Nas últimas semanas, ondas de assaltos em Mirinzal foram registradas pelo blog. Esses foram realizados a pessoas nas ruas e a estabelecimentos comerciais da cidade. A economia da cidade já está deficiente e os comerciantes, os únicos que estavam fazendo o negócio andar por lá, ainda tem prejuízos por falta de investimento em segurança.

32fdc72f-2b34-4d10-b768-1f6910016dc7

Pois bem, isso tudo aconteceu com apenas cinco meses de gestão. Se for pra falar do que veio depois, vamos ter que recordar o prefeito interino das energias dos prédios públicos que foram cortados e de que já foi cassado em primeira instância e está com os dias contados na gestão.

Aguardem os novos capítulos dessa novela…

Anúncios

Equipe AtéHoje!

Robert Willian Valporto, editor-chefe do Portal AtéHoje, é especialista em Gestão Pública e Assessoria e Gestão da Comunicação; e Graduando em Comunicação Social – Jornalismo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: