Repórter fotográfico de O ESTADO é agredido por PM durante cobertura de protesto

De O Estado

SÃO LUÍS – Durante o protesto de moradores da Rua da Vala, que ocorreu na manhã desta segunda-feira (6), na avenida São Marçal, no bairro João Paulo, em São Luís, o fotojornalista de O ESTADO, Paulo Soares, foi agredido por um policial militar envolvido na ação de desobstrução da avenida.

Segundo informações da repórter Natália Andrade, que acompanhava o jornalista fotográfico, a situação começou a ficar tensa com a chegada dos policiais militares no local do protesto. “Eles começaram a jogar bombas de efeito moral e atirar balas de borracha”, contou a repórter.

Logo, os policiais militares prenderam um dos manifestantes. Cumprindo seu trabalho como repórter fotográfico, Paulo Soares foi fazer imagens da prisão do homem. Assim que se aproximou da cena, um dos PMs, em uma clara tentativa de coibir o trabalho da imprensa, agrediu o fotojornalista de O ESTADO, derrubando seu equipamento de trabalho, a câmera fotográfica, no chão.

Com a força da agressão, Paulo Soares sofreu uma pequena luxação em uma das mãos. Felizmente o equipamento não foi danificado.

O ESTADO procurou a Polícia Militar do Estado do Maranhão (PM-MA) para esclarecimentos sobre a conduta do policial militar, mas, até o momento, não obteve resposta.

Robert Willian Valporto

Robert Willian Valporto é graduado em Comunicação Social - Jornalismo; em Gestão Pública; pós-graduado em Assessoria e Gestão da Comunicação; MBA em Gestão Pública; Mestrando em Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *