Idosa acusa policiais de agressões e condução à força, em Mirinzal

Policias Civis de Mirinzal estão sendo acusados de terem cometido excessos contra uma idosa identificada como Lucilene Ferreira, de 60 anos, após irem em sua casa na por volta das 11h da manhã de hoje (08) em busca de seu filho e ela não saber indicar o paradeiro dele.

Informações fornecidas ao Portal AtéHoje dão conta de que ela foi arrastada pelos civis em frente a sua neta, o que fez com ela desmaiasse e, mesmo assim, carregada pelos policiais (um segurando seus pés e outros sua cabeça) foi jogada, a expressão foi essa, desmaiada dentro da viatura e levada à delegacia da cidade.

A vítima toma remédios controlados, o que faz com que tenha certa fragilidade física e psíquica quanto exposta a situações extremas, como o caso registrado na manhã de hoje.

Segundo testemunhas, o fato foi presenciado por vários vizinhos que estavam no local e se revoltaram com o tratamento dado à idosa que foi levada nessas condições que, segundo os policias disseram no local, estavam apenas cumprindo ordens do delegado Jorge.

Entenda o caso

Os policias tinham ido ontem (07) à casa de Lucilene em busca de seu filho, Audivan Ferreira, que segundo eles estaria tendo um relacionamento com uma jovem menor de idade.

Sem saber identificar o paradeiro do seu filho, a idosa teria sido avisada pelos policias que no dia seguinte (hoje) voltariam para levá-la caso ela não dissesse onde Audivan se encontrava.

Promessa que foi cumprida gerando tamanho transtorno!

Lucilene registrou queixa ao Ministério Público do Maranhão por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Mirinzal por conta das violências sofridas pelos policias.

Outro lado

Em contato com o delegado de polícia civil de Mirinzal, conhecido como Jorge, a equipe do Portal AtéHoje foi informada por ele que a idosa “foi intimada 4 vezes para prestar esclarecimento à polícia civil e não se fez presente em nenhuma das vezes. Assim, foi emitido um mandado de condução coercitiva que ela fosse prestar depoimento”, disse o delegado.

Jorge disse ainda à nossa equipe que os policiais que cumpriram o mandado são os civis conhecidos como Araújo e Rabelo, e que eles não teriam cometido nenhum tipo de violência contra a idosa.

O delegado concluiu dizendo que após os esclarecimentos prestados a idosa foi liberada, seguindo para o Ministério Público onde registrou queixa contra a atuação policial.

Anúncios

Robert Willian Valporto

Robert Willian Valporto, editor-chefe do Portal AtéHoje, é pós-graduado em Gestão Pública; pós-graduado em Assessoria e Gestão da Comunicação; e Graduando em Comunicação Social - Jornalismo.

3 comentários em “Idosa acusa policiais de agressões e condução à força, em Mirinzal

  • 8 de Fevereiro de 2018 em 16:30
    Permalink

    Políciais despreparados, uma vergonha deveria proteger a sociedade fazem é oprimir. Tem que ser punidos.

    Resposta
  • 8 de Fevereiro de 2018 em 16:35
    Permalink

    Revoltante , esses caras não tem mãe não???

    Resposta
  • 8 de Fevereiro de 2018 em 16:39
    Permalink

    Meu Deus ! Que que isso ? Ainda bem q ministério público vai sentar- li a caneta.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: