Investigado e inelegível, ex-prefeito continua mandando em cidade; conheça!

Essa matéria pode parecer familiar para muitos maranhenses, mas estamos falando da cidade de Araruama, no Rio de Janeiro. Francisco Carlos Ribeiro, conhecido como Chiquinho, foi prefeito de de lá por dois mandatos. Atualmente, a mulher dele comanda a Prefeitura, porém, Chiquinho não sai de lá.

Chiquinho e esposa.jpg
Chiquinho e Lívia, atual prefeita da cidade e sua esposa

Há quem ache, naquela cidade, que Chiquinho continua sendo o prefeito, tendo em vista que ele que dá as regras do funcionamento dos principais setores da administração pública do município.

Araruama é uma cidade com pouco mais de 120 mil habitantes e está localizada na região litoral do estado do Rio de Janeiro. Lá, Chiquinho foi prefeito por dois mandatos consecutivos, de 2001 à 2008, depois tornou-se inelegível. Na campanha do ano passado, lançou a esposa como candidata, que no começo era Lívia Belo, logo mudado o nome político para “Lívia de Chiquinho”.

Agora, vejam que inusitado!

Mesmo não tenho nenhum cargo na Prefeitura da cidade, Chiquinho vai lá todos os dias, tanto que muitos acham que seu mandato ainda não acabou. Lá dentro, transita por onde quer e, acredite, até fuma lá dentro. Chiquinho é alvo de dezenas de processos,  já condenado em três deles.

Segundo o advogado administrativo, Manoel Peixinho, o ex-prefeito “não poderia, jamais, nem entrar na Prefeitura, porque ele não têm uma condenação questionável. Ele têm três condenações inquestionáveis e perdeu os direitos políticos pela lei de improbidade e, também, é condenado pela lei da ficha limpa, tem uma dupla condenação”, concluiu.

O Ministério Público já os considera réus de ação por improbidade administrativa o que pode resultar em perda de cargos e de direitos políticos, isso tanto para a prefeita, esposa de Chiquinho, quanto para Chiquinho, que já perdeu tudo isso outrora.

Essa história pode parecer familiar a muitos municípios Brasil a fora, Ex-prefeitos que têm o nome sujo na praça, condenados e sob investigação que colocam um laranja como candidato para satisfazer seus interesses e, com a verba pública, sustentar sua defesa.

Robert Willian Valporto

Robert Willian Valporto é graduado em Comunicação Social - Jornalismo; em Gestão Pública; pós-graduado em Assessoria e Gestão da Comunicação; MBA em Gestão Pública; Mestrando em Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *