Como Suzane, outros 531 presos tem 'folga' de Dia das Mães no Maranhão

Por Isabella Duarte
Com Robert Willian

Por meio de benefício concedido pela Justiça, cerca de 551 presos do sistema prisional do Maranhão terão liberdade temporária para comemoração do Dia das Mães, isso os que voltarem, de acordo com a portaria divulgada pela 1ª Vara de execuções penais, em São Luís. O mesmo benefício foi concedido à Suzane Richthofen, que participou do assassinato dos pais.

Penitenciaria_de_Pedrinhas.jpg

Assinada pela juíza Janaína Araújo de Carvalho, a portaria prevê que o retorno seja na próxima terça (16) até as 18h00min, quando os mesmos deverão estar de volta e cumprir suas respectivas penas.

Terão direito à saída temporária os que cumprem pena em regime semiaberto, que se caracteriza pela execução da pena em colônia agrícola, industrial ou estabelecimento familiar. Esses presos também podem, segundo a lei, trabalhar, estudar, visitar a família e a noite dorme na prisão, como se fosse um hotel.

O objetivo da saída temporária é de retorno gradual do preso aos padrões sociais estabelecidos. Por ano, eles têm direito a cinco saídas temporárias (Páscoa, Dia das Mães, Dia das Crianças e Natal), previstos na Lei de Execuções Penais. Vale lembrar que na saída temporária de Páscoa, dos 501 presos beneficiados, 46 não retornaram no prazo estabelecido, o que passa a ser considerado foragidos da polícia.

Robert Willian Valporto

Robert Willian Valporto é graduado em Comunicação Social - Jornalismo; em Gestão Pública; pós-graduado em Assessoria e Gestão da Comunicação; MBA em Gestão Pública; Mestrando em Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *