Taxa de juros será mantida no governo Bolsonaro

Nesta quarta-feira (06), ocorrerá a primeira reunião do governo Bolsonaro com o então presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn. Em pauta, a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do juro básico da economia, fixado em 6,5% ao ano.

O principal objetivo do Banco Central é alcançar a estabilidade de preços, portanto, a decisão e a definição das taxas de juros têm como foco o cumprimento da meta de inflação, que é dada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Quando as estimativas para a inflação estão de acordo com as metas, o Banco Central (BC) pode reduzir os juros, o que não acontece nesse primeiro momento do Governo Federal.

Essa deverá ser a última reunião de Ilan Goldfajn, que deixará o cargo a ser assumido por Roberto Campos Neto, indicado pelo novo governo para comandar o Banco Central (BC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *