Testemunha de Jeová dinamarquês é preso na Rússia por ‘extremismo’

Dennis Christensen, dinamarquês de 46 anos que é casado com uma russa, foi condenado a seis anos de prisão na Rússia por extremismo. O acusado é Testemunha de Jeová e foi julgado por 10 meses em Oriol, cidade localizada a 400 km ao sul de Moscou.

O dinamarquês é considerado culpado de projetar atividades de sua organização religiosa, que é proibida na Rússia desde 2017.

Em maio desse mesmo ano, o Serviço Federal de Segurança (FSB) russo anunciou a detenção de Dennis Christensen e de outros membros da igreja ao longo de uma cerimônia religiosa.

Os outros componentes foram liberados em seguida, mas Dennis permaneceu detido. As Testemunhas de Jeová já anunciaram que pretendem recorrer da decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *