Menina de dez anos ganha apoio nas redes sociais após ser proibida de participar de competição de futebol

Após desabafo em vídeo nas redes sociais, Maria Clara Balby de dez anos chamou a atenção por ser proibida de participar de campeonato Maranhense de Futebol de 7 Society (FMAF7S) pelo fato da modalidade abranger somente o público masculino.

A menina é zagueira dos Meninos da Vila, escola de futebol dos Santos FC em São Luís e com a repercussão do vídeo o diretor da escolinha criou a campanha nas redes “#DeixeMariaJogar”. O apoio e a pressão das redes fez com que a FMAF7S mudasse o regulamento e fez a liberação da atleta para o torneio.

A menina ganhou apoio de atletas profissionais, como da meia-campista da Seleção Brasileira, Mayara Bordin e do perfil engajado em temas relacionados ao feminismo e empoderamento feminino Empodere Duas Mulheres.

O caso levanta o questionamento da inclusão feminina no esporte.
A Federação Maranhense de Futebol 7 Society emitiu uma nota se pronunciando “A FMAF7S é filiada a Confederação Brasileira de Futebol 7 (CBF7), cujo livro de regras, no item 01, da regra 5, preceitua: ‘O futebol 7’ compreenderá as seguintes categorias: masculinas e femininas, e não poderá haver interatividade.”

Um comentário em “Menina de dez anos ganha apoio nas redes sociais após ser proibida de participar de competição de futebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *