Polícia Civil aponta novo assassino em série no Maranhão

Em coletiva na Casa da Mulher, a Polícia Civil apontou ontem (13), Marcos Vinícius Rocha como serial killer (assassino em série), por ter abusado sexualmente e matado duas mulheres a golpes de faca em Juçatuba, no município de São José de Ribamar.

Uma das vítimas, identificada como Aridelma de Fátima Bezerra, de 38 anos, teve seu corpo encontrado no dia 5 de fevereiro, com marcas de violência sexual. O corpo de Aridelma estava a 18 quilômetros de distância do corpo de outra vítima, também encontrada com marcas de violência, no dia 8 de dezembro do ano passado, e após passar pelo IML, foi sepultado sem identificação.

Além desses crimes, Marcos Vinícius já havia sido condenado por uma tentativa de estupro em 2004, no município de Viana, a 214 km de São Luís. De agora em diante, a Polícia passará a tratar o caso como de um assassino em série, e acredita que o acusado possa ter feito outras vítimas na capital, ou na cidade de Viana.

Segundo Viviane Azambuja, chefe do Departamento de Feminicídio da Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoas, o acusado confessou à polícia que cometeu os assassinatos, mas negou os estupros.

“Não descartamos que existam mais vítimas, não descartamos essa possibilidade. Pedimos, inclusive, muita atenção na baixada maranhense porque a condenação dele foi por estupro na cidade de Viana e pode ser que ele tenha feito mais vítimas de estupro na região, e também na região da Cidade Olímpica e adjacências, em São Luís, pois nós descobrimos que a primeira vítima também era daquela região”, alerta Viviane.

De acordo como próprio preso, a primeira vítima foi levada até o local de bicicleta e a segunda, de mototáxi. Ele está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas desde o dia 1º de março.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *