Terminal Rodoviário de São Luís é interditado pela Defesa Civil

Uma parte do Terminal Rodoviário de São Luís encontra-se interditado. A decisão foi tomada após uma vistoria efetuada pela Defesa Civil na semana passada.

Durante a ação, os técnicos observaram que a estrutura do teto, encontra-se, com o risco de desabar. Algumas calhas que fazem parte da estrutura estão soltas. E para dar sustentação foram colocados andaimes para fazer a manutenção no local que foi isolado.   

A situação pirou mais com o período de fortes chuvas na cidade. Além de goteiras, na hora do desembarque os passageiros precisam pegar as bagagens debaixo de chuva. Eles reclamam que as plataformas de desembarque não tem proteção necessária.

Os passageiros do terminal também denunciaram que algumas cadeiras ficam sujas de fezes de pombo que dormem na estrutura metálica do teto. “É um absurdo. Aqui é um terminal que é usado por pessoas de diversas cidades tanto do Maranhão, quanto de outros estados. A administração deste espaço deveria olhar com mais respeito quem usa este espaço. É uma situação lamentável”, relatou uma usuária do transporte rodoviário.

A Secretaria Estadual de Infraestrutura do Maranhão, comunicou por meio de nota que o projeto de estabilização do teto do Terminal Rodoviário de São Luís, encontra-se, em fase de finalização e ainda será analisado para o início dos serviços emergenciais. Já o gerente da empresa que administra o terminal, Marcos Antonio Pereira, informou que a manutenção da pista de rolagem é de responsabilidade da Sinfra e que a empresa faz sempre a manutenção do local.

O Ministério Público solicita a imediata interdição do Terminal Rodoviário de São Luís para que o Estado do Maranhão recupere e providencie o cumprimento das providências apontadas pelo Grupamento de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros no prazo máximo de 60 dias. Somente após assegurada a integridade física dos usuários da rodoviária a corporação poderá emitir o seu Certificado de Aprovação.

Fonte: Imirante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *