Entenda a verdadeira situação da meningite no Maranhão

Durante este mês de maio, dois casos de meningite deixaram em alerta a cidade de São Luís. O primeiro caso ocorreu com uma criança de 4 anos, do bairro Araçagy e o segundo, foi registrado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade Operária, com uma paciente de 24 anos, residente de Paço do Lumiar.

Com a confirmação dos casos, escolas e creches de São Luís começaram a emitir notas informando a suspensão das aulas para que as medidas de prevenção e controle possam ser tomadas.

Nota da escola Marista Araçagi

Com a finalidade de esclarecer quaisquer outras interpretações e de acalmar os ânimos, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) emitiu uma nota informativa exemplificando as medidas que estão sendo tomadas e tranquilizando a população sobre o risco de um surto.

A nota ainda lembra que a meningite é uma doença categorizada como endêmica.

Logo se espera que sejam registrados casos no decorrer do ano, o que pode ocasionar surtos e epidemias, sendo as mais recorrentes, a bacteriana no inverno e a viral durante o verão.

O relatório da CIEVS aponta que em 2019, foram notificados em todo o Estado, 124 casos entre suspeitos e confirmados de meningite, sendo 44 confirmados e destes, 13 óbitos e 81 descartados.

Na capital foram confirmados 14 casos, sendo destes cinco 5 óbitos.

Outro importante ponto a ser lembrado no relatório é que a vacinação para bloqueio está indicada nas situações em que haja a caracterização de um surto de doença meningocócica, para o qual seja conhecido Agente Etiológico, não sendo indicada a vacinação em cases isolados.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *