“Mapa da Corrupção” da gestão Leitoa, foi apresentado na Câmara Municipal de Timon

Um banner contendo uma espécie de detalhamento de esquemas criminosos envolvendo a gestão do prefeito de Timon, Luciano Leitoa (PSB), foi apresentado na última quarta-feira (3), no plenário da Câmara Municipal, pelo vereador Anderson Pêgo (PSDB).

O “mapa”, contém uma série de condenações judiciais do gestor da cidade. Anderson Pêgo, resolveu “desenhar” o mapa da corrupção do prefeito Luciano Leitoa, e mostrar o porquê de ele ser corrupto, de acordo com as decisões que já foram dadas por diversos órgãos fiscalizadores contra a sua gestão.“O Governo já foi condenado pelo Tribunal de Contas da União, por fraudar licitações, e ele quer que eu explique? Pergunte ao senhor Márcio Sá, pergunte para a senhora Semir, que foram condenados. Mas eu vou ajudar, e por isso eu trouxe este banner, para explicar para o prefeito Luciano Leitoa, porque que ele é corrupto, porque que ele rouba o dinheiro do povo, porque que ele mata as crianças. Se isso não é corrupção, o que é?”, indagou.

O vereador citou também, diversas decisões em que o prefeito Luciano Leitoa já foi condenado ou em que ainda está sendo investigado. “O prefeito está com os bens bloqueados, o Ministério Público está investigando o desvio de R$ 2 milhões no lixão, o Tribunal de Contas da União já condenou o Governo por fraudar licitações no valor de R$ 10 milhões. Uma auditoria da Controladoria Geral da União, detectou superfaturamento de R$ 2,4 milhões na saúde de Timon. E nisso está incluído o tomógrafo de ouro, em que o prefeito pagou R$ 1.712,71 por uma tomografia, que custa no máximo, em qualquer clínica particular R$ 360”.

Anderson Pêgo destacou ainda, que “sua rotina de fiscalizar os órgãos públicos de Timon será intensificada, para o bem da população Timonense”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *