Bacuri: familiares de vítimas de acidente serão indenizadas

Um acordo entre a Defensoria Pública do Estado do Maranhão e o Município de Bacuri garantiu o pagamento de indenização às famílias das vítimas e sobreviventes do acidente de um caminhão “pau-de-arara” que aconteceu em abril de 2014, causando a morte de oito estudantes. Treze sobreviveram ao acidente.

Com esse acordo, o Estado se compromete a indenizar as oito famílias das vítimas e aos 13 sobreviventes, com sequelas permanentes, temporárias ou sem sequelas, por todos os danos morais, materiais e estéticos causados pelo acidente. Os valores, que chegam a R$ 2,3 milhões, devem ser pagos em seis parcelas, começando a partir deste mês.

O Município de Bacuri se compromete a realizar o pagamento de pensão às famílias das oito vítimas fatais, que serão feitas no valor de um salário mínimo por cada vítima falecida.

A tragédia

O acidente aconteceu numa tarde de terça-feira, em uma curva da rodovia MA-303, conhecida como “Curva da Morte”. O veículo se chocou com um caminhão, fazendo com que caísse em uma ribanceira, causando oito mortes e deixando vários feridos, seis em estado grave. O motorista da caminhonete, identificado como Rogério Azevedo, teria passado a direção para o filho, de apenas 15 anos.

Ainda em 2014, a Defensoria Pública entrou com um pedido de liminar solicitando indenizações e pensões às famílias por conta da tragédia. A ação foi julgada procedente em 2017, porém, o Município de Bacuri e o Estado do Maranhão apresentaram recurso de apelação, mas o acordo foi firmado.

“Nenhuma dor será eliminada pelo acordo. Mas, quem sabe, o recurso permita que iniciem uma nova vida, onde a perda ou o trauma sejam menores”, destacou o defensor público, Jean Nunes.

Fonte: Imirante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *