Imperatriz: Acusada de homicídio qualificado foi detida após 18 anos foragida

Na manhã da última sexta-feira (6), na cidade de Imperatriz, a Polícia Civil cumpriu o mandado de prisão preventiva de Celma Lígia de Souza Nunes, de 57 anos, pelo crime de homicídio qualificado. A detenta é acusada de matar seu primo, identificado como Honero dos Santos Dias.

De acordo com o inquérito policial, Celma mantinha um relacionamento com seu primo, que foi assassinado por envenenamento. Ela estava foragida da Justiça por 18 anos, até ser detida em Imperatriz.

Após ser capturada, Celma foi encaminhada para a sede da Delegacia Regional e depois foi encaminhada para a Unidade Prisional de Imperatriz.

Fonte: Imirante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *