Operação ”Cifra Negra” prende milicianos responsáveis por homicídios e tráfico de drogas na Baixada Maranhense

Na ultima quarta-feira (30), a operação ”Cifra Negra”, das Polícias Civil e Militar do Maranhão, foi realizada na Baixada Maranhense – no Maranhão, em São Luis, e no estado do Mato Grosso – O alvo foi de busca e apreensão a um bando que estava sob investigação policial há seis meses, sob suspeita de fazer parte de um grupo de extermínio, que tinha como cabeça, militares e guardas municipais.

Segundo informações da investigação, o grupo tem participações em homicídios, envolvimento em tráfico de drogas, armas, munições e jogos de azar. Cerca de 10 pessoas foram presas, entre elas dois policiais militares, que pertenciam a um grupo de milicianos, que seriam responsáveis pelos assassinatos.

Na capital, foram presos Franciomar Costa Travassos; Luís de Jesus Pinto dos Passos, conhecido como o Luís Matador; e o sargento da Polícia Militar, identificado como Walber Santos Costa. Em Viana, foi preso o sargento Janilson Santos Corea; o soldado Cleomar Martins do Nascimento; Francisco Alves da Silva; Chico Mototáxi; Jardson Sousa, conhecido como o Zinho; José Nelson Pinto Pereira, conhecido como o Caçula do bando; e Gil Mototáxi.

Segundo informações do superintendente da Polícia Civil do Interior (SPCI), delegado Guilherme Campelo, os presos já eram acusados de realizarem uma sequência de assassinatos , principalmente em Viana, Matinha, Penalva e São Luis; suspeitos de terem cometidos pelo menos oito homicídios na baixada maranhense, e dois na capital. Os policiais detidos foram conduzidos para o presídio militar, localizado na sede do Comando Geral da Polícia Militar, no bairro do Calhau, em São Luís.

Fonte: O Imparcial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *