Maranhão possui menor expectativa de vida, diz IBGE

Dentre as unidades da federação, o Maranhão é a que possui menor expectativa de vida, com 71,1 anos, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio do Tábua Completa de Mortalidade para o Brasil, que coletou informações de 2018. Isso significa que uma pessoa nascida no estado viveria em média 8,6 anos a menos que em Santa Catarina, que ficou em primeiro lugar, com 79,7 anos.

Ainda segundo informações do IBGE, a probabilidade de um recém-nascido não completar o primeiro ano de vida, no Maranhão, é de 19,4% ocupando a segunda colocação nesse índice, que é liberado pelo Amapá, com 22,8%. No Brasil, a taxa de mortalidade infantil é de 12,4% óbitos a cada mil nascimento. Essas e outras informações estão disponíveis na Tábua Completa de Mortalidade para o Brasil-2018, que apresenta as expectativas de vida às idades exatas até os 80 anos.

Os dados são usados como um dos parâmetros para determinar o fator previdenciário, no cálculo das aposentadorias do Regime Geral de Previdência Social. A presente edição traz comparações com 1940, ano a partir do qual foi verificada uma primeira fase de transição demográfica, caracterizada pelo início da queda nas taxas de mortalidade.

Fonte: Imirante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *